Desenvolvimento Dicas & Ferramentas

Os 4 melhores editores modernos de código aberto para o Linux

Os 4 melhores editores modernos de código aberto para o Linux

Se você perguntar aos usuários do Linux da velha escola, a resposta seria Vi, Vim, Emacs, Nano etc. Neste post vamos falar sobre os melhores editores de código aberto para o Linux da nova era, de ponta, de ótima aparência, elegante e ainda assim poderoso, rico em recursos para melhorar sua experiência de programação.

1. Brackets

Brackets é um editor de código aberto da Adobe. Os suportes concentram-se exclusivamente nas necessidades dos web designers com suporte integrado para HTML, CSS e JavaScript. É leve e poderoso. Ele fornece edição in-line e visualização ao vivo. Há uma abundância de plugins disponíveis para melhorar ainda mais sua experiência com colchetes.

Podemos considerar algumas das principais características do editor de códigos Brackets, a edição online; visualização ao vivo; suporte ao pré-processador; gerenciador de extensão interno; e plataforma cruzada. Você pode obter o código fonte, bem como binários para Linux, OS X e Windows em seu site.

2. Atom

Atom é outro editor de código aberto moderno e elegante para programadores. Ele é desenvolvido pelo Github e promovido como um “editor de texto hackable para o século 21”. A aparência do Atom se assemelha muito ao editor do Sublime Text, um editor de texto muito popular, mas de código fechado, entre programadores.

Algumas das suas principais características do editor de código Atom são: Facilmente extensível; gerenciador de pacotes integrado com um grande número de plugins disponíveis; autocompletar inteligente; janelas divididas; plataforma cruzada; controle incorporado do Git e suporte à paleta de comandos.

3. Light Table

Apresentado como “o editor de código da próxima geração”, o Light Table é outro editor de código aberto de aparência moderna, subestimado e rico em recursos, que é mais um IDE do que um simples editor de texto. Existem inúmeras extensões disponíveis para melhorar suas capacidades, só usando para acreditar na utilidade da Light Table.

Podemos dizer que entre as suas principais características da são: Gerenciador de extensão interno; avaliação em linha que elimina a necessidade de imprimir na tela, pois você pode avaliar o código no editor ao vivo; o recurso “Watches” onde permite que você veja seu código em exibição; e plataforma cruzada. Se você estiver usando a distribuição Linux baseada em Ubuntu, a instalação da Light Table será mais fácil para você. No entanto, oficialmente, o Light Table não fornece nenhum pacote, mas você mesmo pode construir.

4. Visual Studio Code

O Visual Studio Code é um editor de código popular da Microsoft, mas é um código completamente aberto. Na verdade, o Visual Studio Code estava entre as primeiras “ofertas de paz” da Microsoft ao mundo do Linux e do Open Source. A Microsoft até mesmo abriu várias ferramentas depois disso, e claro, isso não inclui o Microsoft Office.

O Visual Studio Code é um excelente editor de código, leve, e especialmente para desenvolvimento web. Entre as suas outras principais características são: Suporte incorporado ao Git; gerenciador de extensões integrado com muitas extensões disponíveis para download; terminal integrado; suporte de snippet personalizado; ferramentas de depuração; suporte para um grande número de linguagens de programação; e plataforma cruzada.

Fonte

Leve seu negócio para o próximo nível

Estamos prontos para desenvolver uma solução direcionada para sua empresa.