WordPress

Como usar links permanentes no WordPress corretamente

Como usar links permanentes no WordPress corretamente

Permalinks ou links permanentes é a configuração padrão para URLs em sites WordPress, mas o que exatamente é um link permanente?

Permalinks são URLs para páginas e postagens individuais, bem como arquivos de categorias e tags em seu site. Eles nunca mudam e são um endereço da web permanente usado para vincular ao seu conteúdo.

Permalinks bem organizados são importantes para atrair usuários ao seu site, tornando mais fácil para os visitantes além de melhorar os mecanismos de busca para consultar o seu conteúdo.

Portanto, neste post explicamos como os permalinks funcionam no WordPress, além de outras informações úteis para que estes funcionem corretamente em seu servidor.

1. Permalinks no WordPress

Existem três tipos básicos de link permanente disponíveis:

  • Permalinks “feios”
    Esta é a opção padrão no WordPress e assume a forma de um URL seguido por uma string de consulta que identifica o ID da postagem relevante, por exemplo: http://www.example.com/?p=138. Este formato não é legível para humanos (ou seja, contém números em vez de palavras), por isso o nome “feio”.
  • Permalinks “Quase Bonitos”
    Também conhecidos como permalinks PATHINFO, são uma melhoria em relação aos permalinks feios. Eles incluem index.php após o nome de domínio, seguido por identificadores específicos relacionados a uma postagem, por exemplo: http://www.example.com/index.php/yyyy/mm/dd/post-name/
  • Permalinks “bonitos”
    Esses são os links com os quais você provavelmente está mais familiarizado com a maioria dos sites modernos, WordPress ou outros. Nesse caso, o nome de domínio é seguido por uma string limpa de identificadores direcionados à postagem individual, por exemplo: http://www.example.com/fale-conosco

2. Mudando a estrutura do seu permalink

No painel administrativo do seu site WordPress, vá em Configurações > Links permanentes para acessar as configurações de links permanentes. Você pode escolher uma das estruturas de links permanentes mais comuns ou inserir a sua própria no campo “Estrutura personalizada”.

Existem seis opções para selecionar:

  • Simples: esta é a configuração de link permanente “feio”.
  • Dia e nome: usa um formato de ano / mês / data seguido pelo nome de sua postagem. O nome se refere à extensão de sua postagem.
  • Mês e nome: é igual à opção dois, mas sem as informações do dia.
  • Numérica: esta opção usa apenas o ID da postagem da linha na tabela wp_posts de seu banco de dados.
  • Nome do post: nome da sua postagem.
  • Estrutura personalizada: este último campo permite que você defina sua própria estrutura usando o conjunto completo de tags de estrutura disponíveis no WordPress.

3. Permalinks otimizados para SEO

Os permalinks e a estrutura de links são importantes para os mecanismos de pesquisa. As diretrizes do Google sobre a estrutura de URL permanecem simples – mantenha-as o mais simples possível para que tenha ainda mais facilidade.

Veja também: Como criar conteúdo que o Google adora?

Nos resultados de pesquisa do Google, os usuários recebem quatro informações diferentes: o título, a descrição, a data e o link permanente. Esses detalhes fornecem aos usuários uma indicação rápida se uma página contém o conteúdo que procuram.

Por exemplo, se você tiver uma postagem sobre gatos siameses e deixar as configurações de link permanente padrão ativadas, o URL pode ser http://www.example.com/?p=135, enquanto se você habilitar a configuração do nome da postagem, o URL poderá ser http://www.example.com/gatos-siameses, que é muito mais fácil para ler e entender. Portanto, permalinks feios não são tão amigáveis ​​e geralmente não são recomendados para melhores práticas de SEO.

O melhor a se fazer é manter os URLs curtos – de preferência com menos de 100 caracteres, usar palavras-chave em URLs dentro do razoável, remover as propriedades dinâmicas sempre que possível, usar hifens como separadores e omitir palavras de parada como e, ou, mas, de, o.

Veja também: SEO: Dicas de sucesso para sua empresa se destacar

4. Alteração de links permanentes em um site

O ideal é que você decida sua estrutura de link permanente preferida antes do lançamento do site e, em seguida, mantenha-a ao longo do tempo.

Você pode também acabar tendo que fazer alterações em um site existente em algum momento. Lembre-se de que este é um grande passo a ser dado em todo o site.

Fazer as alterações no painel do WordPress é simples, mas você precisará redirecionar todos os seus links anteriores para garantir que não antagonize os usuários e os mecanismos de pesquisa. Comece verificando se você tem uma lista completa dos URLs anteriores e para onde eles serão redirecionados.

O ideal é usar um plugin como o Redirection ou SEO Redirection Plugin para lidar com o trabalho pesado de garantir que links antigos ainda encontrem o destino certo.

Fonte

Comentários

Este artigo não possui comentários