Blog

Todo designer sabe a importância da tipografia ao conceituar seus projetos. Escolhemos a dedo uma lista de 9 fontes disponíveis para sua diversão.

1. Helvetica Neue

Desenvolvida na Suíça por Max Miedinger em 1957, Helvetica foi originalmente desenvolvida para ser uma tipografia clara, sem significado intrínseco e que pudesse ser usada em uma ampla variedade de sinalizações digitais (signage). Helvetica cresceu em popularidade ao longo dos anos 60 e dos anos 70 até 1983, quando Linotype redesenhou toda a família Helvetica. Esse novo desenho é chamado Neue Helvetica, e incorpora um sistema de numeração de fácil uso.

2. Nevis

Nevis foi desenvolvida por Ed Merritt e é uma tipo forte, angular e ideal para títulos e botões. É assertiva e ousada, mas consegue manter um tom amigável.

3. Georgia

Georgia tem sido muito utilizada em toda a web desde a sua concepção em 1993. Hoje a fonte é usada frequentemente como uma alternativa moderna para Times New Roman, devido pela legibilidade em tela.

4. Oswald

Oswald é uma reformulação do estilo clássico de fontes góticas e foi projetada para ser usada livremente em toda a internet pelos navegadores Web. Não subestime a versatilidade de Oswald, o tipo de letra contém uma ampla gama de fontes e pode ser usado para praticamente qualquer coisa.

5. Open Sans

Open Sans foi desenhada por Steve Matteson e encomendada pelo Google. Foi projetada com formas abertas e uma aparência neutra mas simpática, sendo especialmente projetada para legibilidade através de impressão, web, e interfaces móveis.

6. Franklin Gothic

Morris Fuller Benton é responsável por essa incrível tipografia por volta de 1902. Três anos mais tarde, fez uma versão condensada, a ‘Franklin Gothic Condensed’. Seu desenvolvimento ficou popular como prova da versatilidade, originalidade e as características eternas deste tipo de fonte atemporal.

7. Clarendon

Clarendon foi publicada pela primeira vez em 1845 por Robert Besley e é considerada a primeira tipo registrada, com as matrizes originais permanecendo em Stephenson Blake e mais tarde residente no Museu de Tipografia, em Londres. Eles foram comercializados por Stephenson Blake como consorte, embora alguns pesos adicionais (como negrito e itálico) foram cortados em 1950.

8. Futura

Futura foi projetada por Paul Renne em 1927 e foi escolhida como o tipo de letra para a placa que foi deixado na Lua em 1969. Hoje Futura é amplamente utilizada em projetos digitais e impressos.

9. Myriad

Myriad é a tipografia utilizada em toda a suíte Adobe. Em 2002, com o lançamento do eMac, Myriad substituiu a ‘Apple Garamond’ como fonte corporativa da Apple. Agora, é usada em todas as produtos e marketing da Apple.

Publicado por em
COMPARTILHE

Deixe seu comentário


Este artigo não possui comentários